Especialista da ONU pede maior proteção às tribos isoladas

As tribos isoladas são os povos mais vulneráveis do planeta

As tribos isoladas são os povos mais vulneráveis do planeta
© Survival

A Relatora Especial da ONU sobre os direitos dos povos indígenas destacou a necessidade de os países da América do Sul “redobrarem os esforços para proteger os territórios” das tribos isoladas.

Em reunião da Rede Latino-Americana para a Prevenção do Genocídio e Atrocidades Massivas em Nova York no início deste mês, Victoria Tauli-Corpuz disse que a pressão nas terras de tribos isoladas causou uma “onda crescente de contatos e interações nas regiões fronteiriças entre Peru e Brasil, alguns iniciados pelos próprios indígenas isolados como resultado das duras condições nas quais eles vivem devido a incursões em suas terras.”

Ela enfatizou a necessidade urgente de combater as ameaças a suas terras. O suposto assassinato no mês passado de 10 indígenas isolados por garimpeiros ilegais na Amazônia brasileira foi destaque internacional, revelando quão vulneráveis as tribos isoladas são quando os governos falham em proteger suas terras.

Chamando atenção à importância de diretrizes que asseguram o direito das tribos isoladas de permanecerem isoladas como uma “expressão do direito de auto-determinação”, ela disse que a situação destes povos deveria ser “parte dos planos de ação e dos programas dos órgãos políticos de maior escalão das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos.”

Existem mais de cem tribos isoladas ao redor do mundo. Elas são uma parte vital da diversidade humana, mas enfrentam uma catástrofe, a não ser que suas terras sejam protegidas. A Survival está fazendo tudo o que pode para garantir suas terras a estas tribos e deixa-las viver. Saiba mais.